Topo da página

Pesquisa

Conteúdo do site

Coluna esquerda

Coluna do centro

“Houve avanço, mas há muito o que fazer na convivência com a seca”, diz ministro

Em Seminário no Ceará, Francisco Teixeira, ministro da Integração Nacional, articula uma Política Nacional de Secas

O Ministério da Integração Nacional, a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Governo do Estado do Ceará, com o apoio do Banco Mundial, realizaram em Fortaleza, seminário sobre Política de Convivência com o Semiárido e de Preparação para a Seca. Na abertura do evento, o Ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, destacou a necessidade de uma política integrada de convivência com o semiárido entre os estados, os municípios e a União. “Temos que ter ações continuadas de convivência com a seca, e precisamos fazer com que isso seja uma política de Estado, permitindo a produção e o abastecimento. É de fundamental importância olharmos para frente e não agirmos apenas pensando no que já passou”, afirmou.

 

 

Teixeira destacou também que nos últimos 10 anos, houve significativos investimentos no Nordeste para garantir infraestrutura hídrica nos Estados da Região. “Hoje nós temos em destaque o Programa Água Para Todos e a construção de adutoras que vão universalizar o abastecimento d'água em todo o Nordeste, coroado com a Transposição das Águas do Rio São Francisco”.

Articulações

O evento, que contou com a parceria da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), encerra um ciclo de debates iniciado por três seminários sub-regionais realizados em Salvador, Natal e Maceió e terá o caráter de sintetização das discussões e das propostas alcançadas nos seminários anteriores, a fim de construir uma política nacional de convivência com o semiárido e de preparação para a seca.

 

 

Amanda Andrade, secretária de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional, disse que o avanço da Política Nacional de Secas depende da maior articulação vertical e horizontal entre instituições que trabalham com a temática. “Não somente os órgãos de um mesmo estado, mas união e municípios precisam fazer parte de uma rede integrada de informações e esforço para um objetivo comum”.

O secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, representou o governador do Ceará, Cid Gomes, e ressaltou que as políticas de convivência com a estiagem do Estado têm se destacado. “Temos recebido inclusive o reconhecimento do Governo Federal, que cita o Ceará como referência”, afirmou.

 

 

Entre as ações exitosas o secretário destaca a universalização da assistência técnica, com a inauguração dos escritórios da Ematerce, e do abastecimento d'água, através do Programa Água para Todos e do Projeto São José III. “Temos mais de 500 projetos de sistemas de abastecimento ou em execução ou concluindo a fase de licitação”. Ele destaca também o cadastramento de 334.113 agricultores familiares no Garantia-Safra, a distribuição de sementes através do Programa Hora de Plantar e os projetos produtivos, como Mandallas, Casas de Farinhas.


Fonte: Assessoria de Comunicação da SDA e da Funceme
28 de abril de 2014

Coluna direita

Previsão para Fortaleza

 ◄◄  ◄  ►►  ► 
OUTUBRO 2019
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Voltar ao topo da página

Rodapé da página

Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota - Fortaleza/CE - CEP.: 60.115-221

Fone: (85) 3101.1088 - Fax: (85) 3101.1093 - Email: funceme@funceme.br

Copyright © 2014 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados