Topo da página

Pesquisa

Conteúdo do site

Coluna esquerda

Coluna do centro

Maior probabilidade de chuvas abaixo da média no acumulado dos próximos três meses

Funceme elabora previsão climática e afirma que permanência do El Niño é fator que pode influenciar a redução das precipitações

Diante da gravidade da seca que afeta o Ceará desde 2012, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) elaborou previsão climática para o acumulado de chuvas nos meses de dezembro de 2014, janeiro e fevereiro de 2015, período que corresponde à pré-estação chuvosa no Estado (Dez-Jan) e ao primeiro mês da quadra chuvosa (Fev). As análises apontam maior probabilidade de precipitações abaixo da média no total do trimestre.



A figura acima mostra a previsão probabilística (em tercis) do total de chuva no período de dezembro de 2014 a fevereiro de 2015. As cores no Mapa indicam maior probabilidade prevista nas categorias abaixo ou acima da normal climatológica. A área em branco mostra probabilidade maior para a categoria em torno da normal climatológica.

A Funceme ressalta, porém, que essa previsão não corresponde ao prognóstico da estação chuvosa do próximo ano – compreendida entre os meses de fevereiro a maio – por se tratar de um período diferente. A instituição fará a divulgação desse prognóstico somente na segunda quinzena de janeiro de 2015. Entretanto, os meteorologistas afirmam que a influência do El Niño (aquecimento anômalo das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial) é um fator que pode influenciar negativamente as chuvas nos próximos três meses e adiantam que o fenômeno tende a permanecer atuando no primeiro semestre do próximo ano.

Baixa previsibilidade

A previsão climática divulgada hoje pela Funceme faz referência a um período em que atuam sistemas atmosféricos transientes, como Cavados de Altos Níveis e Vórtices Ciclônicos. “Estes sistemas, característicos da pré-estação chuvosa, são de baixa previsibilidade a longo prazo. Por isso é importante para os usuários acompanharem a previsão diária do tempo no site da Funceme”, explica Meiry Sakamoto, chefe do Núcleo de Meteorologia.

Ela esclarece ainda que mesmo com o El Niño sendo um fator que influencia na redução da quantidade de chuvas no Ceará, para elaborar o prognóstico oficial que será emitido em janeiro é muito importante avaliar também as condições do Oceano Atlântico. “As temperaturas do Atlântico influenciam diretamente o posicionamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), sistema que começa a atuar no Ceará normalmente na segunda quinzena de fevereiro e que é o principal indutor de chuvas durante a quadra chuvosa”.



De acordo a Funceme, o acumulado médio de chuvas no Ceará nos próximos três meses é de 255 milímetros e a previsão aponta maior chance de que as precipitações não atinjam esse volume.


Fonte: Assessoria de Comunicação da Funceme
1º de dezembro de 2014

Coluna direita

Previsão para Fortaleza

 ◄◄  ◄  ►►  ► 
SETEMBRO 2019
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Voltar ao topo da página

Rodapé da página

Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota - Fortaleza/CE - CEP.: 60.115-221

Fone: (85) 3101.1088 - Fax: (85) 3101.1093 - Email: funceme@funceme.br

Copyright © 2014 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados