Topo da página

Pesquisa

Conteúdo do site

Coluna esquerda

Coluna do centro

Nível mais grave da Seca atinge todos os estados do Nordeste

Mapa do Monitor de Secas de outubro mostra mais da metade do território cearense na pior configuração da estiagem

O já esperado avanço da estiagem no semiárido brasileiro foi constatado com a atualização mensal do Monitor de Secas do Nordeste. No mapa de outubro de 2016, elaborado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), é possível observar que o nível de Seca Excepcional, o mais grave, atinge áreas de todos os nove estados nordestinos. No Ceará, esse nível corresponde a 55% da área do território estadual. O estado mais afetado é Pernambuco, com 90% de seu território na pior configuração da estiagem.

O avanço da Seca no Nordeste já era esperado porque, historicamente, a distribuição mensal de chuva no mês de outubro na maior parte da região é inferior a 75mm. Em algumas áreas, como no norte do MA, centro-norte do PI, Ceará (CE), Rio Grande do Norte (RN), Paraíba (PB), Pernambuco (PE), Alagoas (AL), Sergipe (SE) e no extremo norte da BA os índices pluviométricos são inferiores a 25mm.



A única área que apresentou melhora foi o sudeste da Bahia, onde a média de chuva em outubro é maior que 75mm, por consequência das chegadas das frentes frias dessa época do ano. Nesta parte do território baiano, as chuvas fizeram a estiagem perder intensidade, passando para a categoria Seca Fraca no mapa de outubro.

O mapa do Monitor de Secas pode ser acompanhado mensalmente na página http://monitordesecas.ana.gov.br/, junto com a descrição do processo de elaboração, incluindo indicadores e evidências. É possível visualizar a progressão da situação da seca em cinco categorias: excepcional, extrema, grave, moderada e fraca. O mapa também identifica e delimita as áreas de impactos de curto e longo prazo. A ferramenta visa ajudar quem convive com a escassez de oferta hídrica, melhorando a compreensão do fenômeno e da sua evolução, assim como orientando ações para mitigar os efeitos adversos.

O Monitor de Secas é um instrumento de monitoramento que mostra a magnitude da seca no Nordeste e seus impactos, cujo principal produto é um mapa mensal que acompanha a situação da seca, disponibilizando as informações de forma ilustrativa, depois de validadas por técnicos locais que vivenciam a seca em seu cotidiano. O mapa leva em consideração dados de monitoramento e os impactos concretos no abastecimento, agricultura e pecuária, dentre outras áreas, para apresentar o retrato mais recente e fiel possível da seca de maneira periódica.


Fonte: Assessoria de comunicação da Funceme
18 de novembro de 2016

Coluna direita

Previsão para Fortaleza

 ◄◄  ◄  ►►  ► 
SETEMBRO 2019
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Voltar ao topo da página

Rodapé da página

Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota - Fortaleza/CE - CEP.: 60.115-221

Fone: (85) 3101.1088 - Fax: (85) 3101.1093 - Email: funceme@funceme.br

Copyright © 2014 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados