Topo da página

Pesquisa

Conteúdo do site

Coluna esquerda

Coluna do centro

Funceme avalia uso de barco robótico em projetos de monitoramento de açudes

Reunião contou ainda com a presença do presidente da Funceme, Eduardo Sávio Martins, e o secretário de Ciência e Tecnologia, Inácio Arruda (Foto: Funceme/Reprodução)
 

Pesquisadores da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) estiveram reunidos com representantes do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação (ITIC) e do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, na última semana, para avaliar o uso do barco Iracema em projetos futuros relacionados ao monitoramento e avaliação da qualidade da água dos reservatórios do Ceará.

 

O barco Iracema consiste num veículo de superfície, com finalidade de estudos científicos e de monitoramento hidroambiental. Ele permite realizar missões pré-programadas (autônomas) para a coleta de dados, de forma georreferenciada, ou ainda de forma manual, por meio de um joystick, ou simplesmente guiado por tripulação.

 

Concebido com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e desenvolvido pelo ITIC e CTI Renato Archer, o barco Iracema já foi utilizado em expedição científica no rio São Francisco e, no momento, o mesmo, está disponível para uso em pesquisas por instituições da esfera estadual, federal ou, até mesmo, pela iniciativa privada, no Estado do Ceará.

 

De acordo com o pesquisador da área de Recursos Hídricos da Funceme, Porfírio Sales Neto, o equipamento robótico poderá, a priori, ajudar em dois projetos futuros que focam na qualidade de água em reservatórios no Estado do Ceará: um voltado para o monitoramento da qualidade da água com uso de sensoriamento remoto; e outro sobre modelagem da qualidade da água. “Ele [o barco Iracema] tem condições de acoplar vários instrumentos, tais como sonda de qualidade da água (vários parâmetros), ecobatímetro, radiômetros, etc., que serão necessários na execução destes projetos”.

 

É caracterizado por compreender uma arquitetura integrada de software, para coordenação e controle (Foto: Itic/Reprodução)
 

Sales Neto explica, ainda, que no referido barco poderão ser acoplados espectrorradiômetros, que são sensores capazes de medir o comportamento da luz (energia) incidente e refletida sobre os corpos d’água, o que permitirá montar uma base de dados (biblioteca) que, quando comparada com dados de imagens de satélite, poderá indicar padrões de qualidade das águas dos reservatórios.

 

“A ferramenta poderá indicar o comportamento referente ao processo de eutrofização dos reservatórios e também auxiliar na validação de resultados de coleta de água”, reforça o pesquisador da Funceme Gilberto Möbus, responsável pela coordenação do projeto de Modelagem da Qualidade da Água.

 

O projeto que envolve a implantação da metodologia de modelagem da qualidade das águas deverá ser aplicado, inicialmente, em 23 (vinte e três) reservatórios do Ceará, escolhidos pela importância dos seus usos e capacidade de armazenamento (dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos - Cogerh). Esta metodologia já foi aplicada, anteriormente, em três reservatórios do Ceará (Acarape do Meio, Araras e Olho D’Água), através de uma consultoria contratada pela Funceme no âmbito do Programa de Apoio ao Crescimento Econômico com Redução das Desigualdades e Sustentabilidade Ambiental do Estado do Ceará – Programa para Resultados (PforR).

 

Já o projeto relacionado com o monitoramento via sensoriamento remoto, contemplará prioritariamente 6 (seis) reservatórios. “Com os resultados,  espera-se que eles sirvam de inputs para serem adotados pela Cogerh e, consequentemente, para que a metodologia possa ser replicada aos demais reservatórios monitorados por esta Companhia”, indica Sales Neto. São 155 (cento e cinquenta e cinco) os reservatórios atualmente monitorados pela empresa. Ambos os projetos, têm um horizonte previsto de 2 anos.

 

O pesquisador Gilberto Möbus, reforça ainda que, além dos dois projetos futuros, que serão submetidos para financiamento do Banco Mundial, o barco Iracema poderá ser usado em pesquisas nas bacias Experimental e Representativa, localizadas em Quixeramobim, onde são realizados estudos teórico-experimentais sobre a hidrologia do semiárido nordestino.

Coluna direita

Previsão para Fortaleza

 ◄◄  ◄  ►►  ► 
SETEMBRO 2019
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Voltar ao topo da página

Rodapé da página

Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota - Fortaleza/CE - CEP.: 60.115-221

Fone: (85) 3101.1088 - Fax: (85) 3101.1093 - Email: funceme@funceme.br

Copyright © 2014 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados